terça-feira, 18 de novembro de 2008

Coração Valente


Mais uma vitória de Deus nas nossas vidas. Hoje, minha filha linda chegou em casa após mais uma luta vencida graças a vitalidade que Deus pôde concedê-la. Como a benção deve ser testemunhada, vamos a ela:
Após a luta pela vida após o seu nascimento, Maria Luiza recebeu alta na Perinatal com um díagnóstico considerado bom, não fosse um "pequeno" sopro (CIV) no coração. Orientados pelo pediatra (Dr.Jofre), após 1 mês de vida deveríamos levá-la ao cardiologista para começar o acompanhamento cardíaco, pois o sopro deveria fechar naturalmente até o primeiro ano de vida. Como tudo estava tranquilo, minha esposa levou a neném à consulta acompanhada dos meus pais. Chegando lá, o cardiologista (Dr. Sérgio Ramos) examinou e deu a triste notícia: o CIV era grande com necessidade de intervenção cirúrgica invasiva. Na hora, minha esposa ficou atônita e não conseguiu prestar a atenção em mais nada. Minha mãe teve que acalmá-la e ficar com a neném, tamanho o baque. Saindo de lá, ela me ligou e corri pra casa para encontrá-los. No caminho já chorava sem entender o que estava acontecendo. De uma hora para outra, minha filha vai ter que "entrar na faca" novamente?
Passado o susto, decidimos buscar uma segunda opinião com a Dra. Rosa Célia do Pró-Cardíaco. Chegando a consulta, ela começou o exame e num instante concluiu: Tetralogia de Fallot, porém mais branda sendo considerada uma "Fallot Rosada". A única coisa de bom neste diagnóstico foi que ela só operaria com 1 ano.
Voltamos ao Dr. Jofre, e ele perguntou porque fomos procurar uma segunda opinião, e dissemos que não tínhamos aceito uma mudança tão "grosseira" no diagnóstico desde a sua alta ao nascer. Bem, tínhamos um probelma: um diagnosticou CIV, outra diagnosticou Fallot Rosada. Quem estava certo? O pediatra também se perguntou isso. Não havenso alternativa, fomos a terceira opinião com o Dr. Francisco Chamier. Aí confundiu tudo. Ele disse que era uma CIV com possibilidade de virar Fallot (uma das tetralogias de Falow é o CIV). Bom, voltamos a estaca zero. O Dr. Jofre determinou que continuássemos o tratamento com o Dr. Sérgio Ramos. Como nós respeitamos muito a capacidade dele e foi ele que Deus colocou nas nossas vidas para cuidar da nossa filha, decidimos acatar à sua decisão.
Devido a este problema no coração, a neném ficava muito cansada e com isso perdia muitas calorias e com isso não engordava de acordo com a famosa "curva". O nosso desafio passou a ser dar uma super alimentação para que ela engordasse. Para isso, inserimos mingais e papinhas antes da idade aconselhada, pois no meio disso tudo ela ainda teve refluxo (pra complicar ainda mais). Com 5 meses, fomos ao Dr. Sérgio e ele concluiu que passado o refluxo, ela continuava com dificuldade de engordar, então decidiu pela operação. Naquele momento que a nossa ficha caiu, e ficamos arrasados. Oramos muito e pedimos ainda mais força ao nosso Grande Deus para superar mais essa tribulação. A cirurgia foi marcada para o Centro Pediátrico da Lagoa no dia 11 de Novembro. Optamos pela participação do Dr. José Pedro na equipe, que é considerado referência em cirurgia caríaca no Brasil.
Vamos ao quadro: Ela faria uma operação de correção de CIV com ampliação da via de saída de VD (Falow rosada).
A cirurgia começou às 8:00h com previsão de término para 16:00h. Quando eram 13:00h, perguntamos se poderíamos ir almoçar e a secretária disse que sim pois ainda ia demorar bastante. Quando pedimos o prato no Gula Gula, toca o telefone da Luciana, era a secretária dizendo que a cirurgia tinha acabado e que havia corrido tudo bem. Largamos tudo com meus pais e minha sogra no restaurante e voltamos para a clínica. Aguardávamos o médico sentados no corredor, quando de repente quem passa? A Lulu na maca indo pro CTI. Aí um dos médicos nos viu e brincou: "Já sei! Querem saber se foi tudo bem, né? Ela está ótima!" Vibramos muito e glorificamos a Deus. Logo depois veio o Dr. José Pedro e nos disse a melhor frase do ano: "A filha de vocês está curada. Foi um sucesso!" Ufa! Voltamos pro restaurante para tentar almoçar. Chegando lá, comemoramos muito com nossos pais e começamos a ligar para as pessoas para dar a notícia.
Bem, (tá acabando) começa a recuperação na CTI. Dias e noites longas e tensas, não por causa da Lulu, mas por causa do stress das crianças chorando em volta e das enfermeiras toda hora mexendo na neném, que não conseguia dormir. Na sexta-feira, comemoramos 6 meses dela, lá mesmo, com direito a presente da amiguinha Valentina (filha do Iury) e tudo. Somente no sábado, quando conseguimos colocá-la de ladinho que ela "apagou". Dormia sem parar e não havia choro de criança nem remédio pra tomar que a fizesse acordar. Foi assim até ontem (17/11) à tarde quando, enfim, ela foi pro quarto. Mais um alívio, agora só faltava a alta. E ela chegou hoje às 14:00h após a frase da doutora: "É essa a menina que operou o coração? Nem parece! Toda risonha, vendo Dicovery Kids!"
Então a maior vitória que Deus nos deu. Chegamos em casa por volta de 18:30h (18/11), com ela linda e maravilhosa no seu quartinho querido.
Agora é só ter cuidados com as posições que ela pode ficar e em breve ela estará engatinhando por aí. Aliás, este é o próximo post que escreverei sobre a nossa Maria Luiza de Menezes Dias.
Obrigado meu Deus, por estar todos os dias ao meu lado.
Não diga a Deus o tamanho do seu problema, mas ao problema, o tamanho do seu Deus.
Amém.

9 comentários:

Rodrigo Curvelo disse...

Graças a Deus! Agora é olhar pra frente e agradecer sempre por essa coisa linda que Deus colocou na vida de vcs!

Tiago RJ disse...

Tinha certeza que daria tudo certo! Você não faz idéia de como me envolvi mesmo que no meu cantinho...pedi a Deus que tudo transcorresse da melhor forma...mto pensamento positivo e fé em Deus..era o que bastava! Foi só acompanhar o sucesso com cada notícia positiva que vinha daí! Parabéns pela filha linda de vocês! Estarei aguardando o novo post ansiosamente! Boora Lulu..próximo "passo" engatinhar!!!
Um beijo em vocês
do amigo

Nice disse...

Sua filha já é chamada de Vitoriosa Maria Luiza. Até lá no Rotary ela já é conhecida assim.
Várias pessoas já parabenizaram vocês pelo carinho e dedicação e que vcs têm demonstrado muita garra para segurar tudo isto. Eu sempre digo que vcs têm um Deus em quem confiam e que Ele sempre nos ampara quando precisamos.
Parabéns aos pais pela força que têm demonstrado e principalmente para a mãe tão dedicada que a sua filha tem.
A "Vitoriosa Maria Luiza" nasceu na família certa.
Sei que Deus continuará a abençoá-los e ampará-los.
E.T.Esta foto eu não conhecia. Vocês estão lindos!!!!!

LCDias disse...

Cara! Em minhas orações sempre pedia que não fosse necessária a cirurgia. Consultava a Bíblia e não obtinha algo que traduzisse, seguundo entendia, o que eu pedia. falta de Fé não era. Faltava sim a compreensão de que, como dizes, nosso Deus é maior do que qualquer problema. O que mais me chamou atenção, foi às vésperas da cirurgia, a forma como os companheiros-amigos, ou amigos-companheiros, em Rotary, me procuravam e à tua mãe para nos apoiar, nos dar força e afirmar que, se deus permitia a cirurgia, era porque iria nos mostrar o quanto ele nos ama, nos entregando dali a dias a GURREIRA Vitória, em plena forma. os amigos médicos não nos faltaram em mostrar que a possibilidade de sucesso na cirurgia era grande, dado à equipe que a faria.
no dia seguinte à cirurgia, nossos telefones não paravam de receber chamada. todos queriam ouvir o hino da Vitória.. Nós vencemos em ter nossa maria luiza curada. mas a maior vitória é do nosso Deus, nossa constante fonte de apoio e quem sabe resolver nossos problemas, grandes, ou pequenos.
parabéns para você e lucian e Maria luiza Vitória, a GUERREIRA.
Essa menina ainda vai mostrar e muito sua forma de lutar o bom combate, como toda GUERREIRA. Bola prá frente.

bielzinho disse...

Glória a Deus!!!!!!!Sandro e Luciana continuem com esta fé que Deus colocou em seus corações....Bjs para a LULU e outro pra vcs.....Tia Eliana Dias...

karla disse...

Bom dia Sandro, minha filha tem o mesmo problema, me indicaram o Dr Sergio também, foi ele que indicou o Dr José Pedro? Não conheço . Estamos muito perdidos e sem chão . Se puder me ajudar já agradeço muito. Gostei muito do seu depoimento ,pois na internet só tem pessoas falando coisa ruim.

Karla disse...

Vou deixar meu email. Karlinhajt@gmail.com

Anônimo disse...

Vi que esse post é antigo. Gostaria de trocar informacoes sobre cardio no Rio. Minha bb tem q fecharno sopro. Se.puder me enviarnum e mail para eu tirad algumas dúvidas. Meu e mail.é pollysiqueira@yahoo.com.br

Karla disse...

Sandro, só hoje consegui comentar o seu blog. Gostaria em primeiro lugar, te agradecer por toda a força que deu no momento mais difícil das nossas vidas e dizer o quanto o seu testemunho foi importante para que tudo desse certo, pois as nossas histórias são muito parecidas. Vou relatar o caso da minha filha para que eu possa também passar força para os pais que estão passando por este momento tão delicado. Vamos lá... A minha filha nasceu com CIV ampla e era recomendável fazer a cirurgia quando completasse 6 meses de vida, nosso chão se abriu quando veio a noticia, contudo tínhamos esperanças que ia se fechar sozinho. Quando ela completou os 6 meses a medica falou que não dava mais para esperar porque já estava com a pressão pulmonar muito alta, sendo que confiávamos muito que Deus ia escutar nossas preces e não ia precisar operar, foi quando fomos na Dr Rosa Celia que analisou o quadro e disse que iria esperar mais um pouco sendo que era certo a cirurgia. Foram meses de choro, angustia, incertezas, orações ... Até que chegou o dia que a médica disse que minha filha só aguentaria no máximo 1 mês por causa da pressão pulmonar, ela estava com 10 meses. Naquele momento eu queria morrer, entrei em contato com o Sandro (blog )que me disse uma frase que nunca mais vou esquecer: "Depois da cirurgia vocês e sua filha vão começar a viver, vão poder frequentar locais públicos, ela vai poder fazer movimentos sem se cansar e vai ter uma evolução de quadro inacreditável" , naquele momento eu vi que estávamos sendo egoístas em querer manter nossa filha como estava, com pouco peso, cansadinha e com isso Deus deu muita força para batalharmos para conseguir o melhor cirurgião que foi o mesmo da Maria Luiza, o Dr José Pedro da Silva( um anjo que apareceu nas nossas vidas) que tem um equipe espetacular , que nos acalmou, nos confortou a todo o momento. No dia 15/12/2014 fomos para São Paulo e a minha filha operou, foram 4 horas de cirurgia e quando acabou a cirurgia, também escutamos a melhor frase que poderíamos escutar do Dr Jose Pedro " Sua filha está curada" , nós choramos, pulamos e agradecemos muito a Deus pela nossa Vitoria. No primeiro dia ela ficou no CTI que foi bem dolorido , mais depois de 3 dias fomos embora e a partir dai a recuperação dela foi maravilhosa, pois a cirurgia foi feita pela lateral( um corte de 3 cm abaixo da axila ) que é a técnica do Dr José Pedro.
Quando voltamos para o Rio de Janeiro , passei um email para o Sandro que comemorou muito com noticia. A revisão na cardiologista ( Dr Aurea da Babycoor) no começo ficou de três em três meses e agora é 1 vez ao ano e hoje eu tenho uma filha saudável, super ativa, alegre e muito bagunceira. Nunca percam a confiança em Deus, que ele vai te dar a força que você precisa e vai ser tudo no tempo dele!!! Segue meu contato para qualquer esclarecimento: karlinhajt@gmail.com . Obrigado por tudo Sandro, pessoas como você merecem muitas conquistas e muita felicidade!